Carta de agradecimento ao I Encontro Nossas Américas, Nossos Cinemas

 

A FICC – Federação Internacional de Cineclubes e o CNC – Conselho Nacional de Cineclubes Brasileiros, expressam seu agradecimento público à organização do histórico I Encontro Nossas Américas – Nossos Cinemas, que sediou o I Encontro de Jovens Realizadores da América Latina e do Caribe, de 23 a 26 de maio de 2012, na cidade de Sobral, Ceará, Brasil. Se trata de projeto integrador e revolucionário que agrega a todas e a todos.

Esses dias foram repletos de ações e intercâmbios que ratificam a consolidação de um sonho: estarmos juntas e juntos realizando nossos Cinemas em nossas Américas!

A FICC e o CNC agradecem por este momento emblemático e com profundas raízes nas formas solidárias, coletivas, cooperativas e associativas de trabalhar a cultura.

A Cariri Filmes realizou um encontro com competência e recebendo a todas e todos de braços abertos.

Parabéns a equipe capitaneada por Bárbara Cariry, Diretora Geral do I Nossas Américas – Nossos Cinemas, que esteve à frente de decisões e encaminhamentos importantes para chegarmos a este momento.

Em especial queremos demonstrar nossa admiração pela iniciativa do cineasta Rosemberg Cariry que, em 2008, falou pela primeira vez sobre esta ideia. O cineclubismo e o cinema brasileiros agradecem.

De lá para cá, companheiros e companheiras se agregaram na defesa deste encontro, como, por exemplo, Tito Almajeras.

Destacamos duas frases de colegas que participaram deste histórico encontro:

O que aconteceu aqui, esta semana, representa o caminho para a criação de um Cinema Libertário.” (Malfredo Caldas – Cineasta e Documentarista); e

O cinema é a retina da alma para se conectar com o universo.” (Antonio Claudino de Jesus (Cineclubista / Presidente da Federação Internacional de cineclubes – FICC).

Para finalizar queremos prestar reverência ao cineasta Linduarte Noronha, falecido recentemente, realizador do clássico filme brasileiro “Aruanda” reconhecido nacional e internacionalmente e que propôs novas linhas estéticas e narrativas do moderno documentário brasileiro. 

No dizer do cineasta Orlando Senna, “Aruanda” inspirou, de certa forma, o texto base da estética da fome formulada por Glauber Rocha.

Viva o Cinema Latino Americano, Caribenho e das Nações Originárias.


Sobral, Ceará, Brasil, 26 de maio de 2012.

Antonio Claudino de Jesus – em nome da Diretoria da FICC

Luiz Alberto Cassol – em nome da Diretoria do CNC


Obrigado por acessar o Nação Cineclube. Entraremos em contato.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s