Festival Goiamum Audiovisual realiza nos dias 8 e 9/11 a Mostra Nacional Curta Goiamum

Chegamos à quinta edição do Festival Goiamum Audiovisual, com a certeza de estar contribuindo com o fortalecimento e vitalidade deste segmento aqui na cidade de Natal e no estado do Rio Grande do Norte. Ainda em seu primeiro ano, em 2007, estabelecemos o tripé da nossa missão: colaborar com a formação de público (com destaque ao público infanto-juvenil), com a formação técnica e estética dos realizadores locais e com a articulação de intercâmbios e encontros a nível local e regional, buscando influenciar positivamente nas políticas públicas para o audiovisual.

Nesta caminhada de avanços e retrocessos, de conquistas e descobertas, fomos capazes de estabelecer parcerias com os governos Federal, Municipal e Estadual, com a iniciativa privada e, principalmente, conquistar credibilidade a nível local, regional e nacional para o nosso Goiamum. Fruto deste trabalho, foi a inscrição de mais de 200 filmes curtas-metragens de todo o Brasil, para a nossa 2a. Mostra Competitiva Nacional Curta-Goiamum, que seleciona o filme vencedor para concorrer no Festival de Atibaia-SP. Inclusive, em se falando dele, o filme vencedor da Mostra Competitiva do Goiamum 2010, “Formigas”, de Caroline Fioratti – SP, foi também vencedor em Atibaia em 2011, uma prova do rigor técnico e estético de nossa comissão julgadora do ano passado.

Outro destaque é o nosso Desentoca, que busca dar visibilidade à produção local. Nesta edição, estamos aperfeiçoando o Desentoca com a criação de uma seleção dos melhores filmes produzidos no RN, que ganharão destaque através da distribuição de “kits” de DVDs do Desentoca, que promovem a fruição e acesso destes filmes aos mais diversificados públicos (escolas, cineclubes, bibliotecas, ONGs, etc.), incluindo um canal específico na internet, através da parceria com a Caju TV, e exibição com destaque durante o Goiamum em 2012.

Mas nem sempre temos maré mansa no fazer cultural, principalmente onde ainda são negligenciadas políticas públicas para a cultura, onde os realizadores sofrem quando carecem de apoios para dar continuidade a projetos duradouros e perenes, como é o nosso caso, onde primamos em realizar todas as atividades do Goiamum de forma pública e gratuita, democratizando o acesso à cultura, à formação e ao lazer para o nosso público.

Este ano tivemos muitos escândalos no Governo Federal por conta de Ong’s corruptas ligadas a políticos que comprometeram o trabalho de quem atua de forma honesta e correta. Para dar satisfação à sociedade o Governo colocou todo mundo no mesmo balaio, vetando repasses para entidades sem fins lucrativos. Com isso ficamos impedidos de receber o apoio direto do MINC, que todo ano apoiou o goiamum através da SAV – Secretaria do Audiovisual com R$ 50.000,00.

Por sugestão do próprio MINC/SAV procuramos o IFRN cidade alta que atua na área cultural, parar ser nosso parceiro e gerir o recurso (pois, só Instituição pública poderia receber recursos federais), ou seja, próprio Ministério da Cultura criou uma saída para não deixar de apoiar o Goiamum e ainda dobrou o valor do apoio (R$ 100.000,00) e isso nos deixaram muito honrados, pois, mostra que temos prestígio junto ao Governo Federal e que o nosso projeto está sendo reconhecido.

Ao iniciarmos as discussões burocráticas de organização e uso do recurso em novembro, nos deparamos com a limitação do encerramento do ano fiscal do IFRN que acontece dia 4 de dezembro, como tudo deve ser por licitação e tomada de preço, e estas só podem acontecer com o dinheiro na conta do IFRN, e o MINC não garantiu uma data exata para o repasse, poderia acontecer de o dinheiro chegar e ter que ser devolvido sem utilizar, pois, em dezembro devem ser devolvidas as verbas das Instituições Federais que não foram usadas (regras do Governo).

Ou seja, como ficamos amarrados pela tramitação do MINC e do IFRN achamos melhor suspender o repasse e no próximo ano solicitar novamente, ao invés de receber e ter que devolver (ficando mais difícil para solicitar novamente depois). Enfim não é culpa do IFRN e da SAV, mas, da burocracia do serviço publico a que ficamos submetidos.

Queremos enfatizar aqui que a Secretaria Extraordinária de Cultura do Governo do Estado, o Sesc-RN firmaram parceria muito importante com o Festival para a realização da V edição, garantindo atividades de capacitação com convidados nacionais e a participação de realizadores independentes de outros Estados participarem do evento, bem como, o IFRN continua parceiro do Festival.

PROGRAMAÇÃO

A V edição do Festival Goiamum Audiovisual, que tem como tema As Artes e o Cinema, estava pronta para acontecer em dezembro, mas, tivemos que nos adequar a nova conjuntura. Nos comunicamos com todos os convidados os quais compreenderam a situação e permanecem em nossa programação, que está prevista para acontecer no primeiro semestre de 2012, sem data confirmada.

Na programação estão previstas:

7 mostras, 2 oficinas, 1 workshop, 6 palestras, 2 Encontros, 1 lançamento de livro, programação paralela e festa de encerramento.

A programação detalhada da V edição será lançada no dia 08 de dezembro, às 19h no Teatro de Cultura Popular, juntamente com a exibição da Mostra Curta Goiamum, que segue até o dia 09 deste.

MOSTRA CURTA GOIAMUM – Competitiva Nacional de Curta Metragem

Como a nossa mostra competitiva nacional Curta Goiamum, premia o melhor filme com a participação do mesmo no FAIA – Festival de Atibaia Internacional do Audiovisual – O Festival dos Festivais (acontece no início do ano em Atiabai – SP, onde o filme vencedor do Goiamum, participa com todas as despesas pagas e o filme na programação oficial, que seleciona filmes do Brasil para Festivais Internacionais).

Resolvemos manter a exibição da Mostra Curta Goiamum, para não quebrar a expectativa dos realizadores nacionais que se inscreveram.

RESULTADOS

Número de filmes inscritos:

239 filmes

Estados representados na inscrição (17):

RN, RJ, MG, PB, PR, BA, CE, SC, PE, RS,GO,DF,PA,ES,AM,MA,SE

Comissão que selecionou os filmes:

Elisa Paiva é graduada em Rádio e Tv e mestre em Antropologia Social pela UFRN. Diretora e produtora de programas na TV Universitária da mesma instituição, atualmente produz e dirige o Café Filosófico

Tatiana Lima Advogada por formação e jornalista por paixão, Tatiana Lima escreve sobre cinema há quatro anos, quando foi convidada para manter a coluna “Cinema com Café”, no portal Digizap. Atualmente edita o blog “Papo Cine”, no portal da Tribuna do Norte online, e escreve matérias para revistas como Palumbo e Catorze. É também membro da diretoria do Cineclube Natal desde 2009.

Patrício Jr – É publicitário, jornalista e escritor. Publicou o romance “Lítio” e a coletânea de contos “A cega natureza do amor”, ambos pela Editora Jovens Escribas, da qual é um dos fundadores.

Filmes Selecionados

Gaveta (RS) – Richard Tavares – 8’

Flash (SP) – Alison Zago – 17’

Aphasia (SP) – Cainan Baladez – 18’

Naquela Noite Ele Sonhou com Um Mar Azul (RJ) – Aristeu Araújo – 20’*

Pedro Perilima (PB) – Ian Costa – 13’30’’

A Fábrica (PR) – Aly Muritiba – 15’

Virou o Jogo: A História de Pintadas (BA) – Marcelo Villanova – 20’

Máscara Negra (SP) – Rene Brasil – 15’

Eu Não Quero Voltar Sozinho (SP) – Daniel Ribeiro – 17’

Taba (MG) – Marcos Pimentel – 16’

Falta de Ar (DF) – Érico Monnerat – 20’

As Folhas (PB) – Deleon Souto – 14’

Operação Plástica com Flávio Freitas (RN) – Carito Cavalcanti e Joca Soares – 10’*

Travessia (PB) – Kennel Rógis – 13’50’’

Licuri Surf (SP) – Guile Martins – 15’

Dois Mundos (RJ) – Thereza Jessouroun – 15’

Julie, Agosto, Setembro (GO) – Jarleo Barbosa – 8

*Temos 01 curta representando o Estado do Rio Grande do Norte

*E 02 realizadores potiguares, pois, o Aristeu Araújo é de Natal.

Comissão Julgadora 

Augusto Luís – Cineasta dirigiu o filme “Ribeira Velha de Guerra”, entre outros. É diretor renomado de filmes publicitários.

Buca Dantas – Cineasta, fundador do cinema processo, realizador do projeto Microdoc’s e diretor de Fabião das Queimadas, do edital Doc TV I.

Michelle Ferret– Michelle Ferret é Graduada em Comunicação Social, com mestrado em Ciências Sociais sobre narrativas de vida. É professora do curso de Cinema da UnP das disciplinas de Roteiro e Cinema Brasileiro.

Maryland Brito – é roteirista e diretora audiovisual, formada em jornalismo pela UFRN e mestre em Multimeios/cinema pela Unicamp. Atualmente participa de uma pesquisa em cinema 3D e dentre seus trabalhos está o documentário produzido pelo DocTv com co-direção de Fábio DeSilva.

Lisabete Coradini – Coordenadora do Núcleo de Antropologia Visual da UFRN. Professora dos programas de pós-graduação em Antropologia Social e de Ciências Socias (UFRN). Trabalha antropologia visual, pós-colonialismo, cinema e cinema africano.

SERVIÇO

Festival Goiamum Audiovisual

Lançamento da Programação da V Edição e Exibição da Mostra Curta Goiamum

Data: 08 (quinta) e 09 (sexta)

Hora: a partir das 19h

Local: TCP – Teatro de Cultura Popular (Rua Jundiái, 641 – Tirol)

Entrada Franca

 

CONTATOS PARA ENTREVISTA

Direção e Produção Executiva do Festival Goiamum

Keila Sena (8886-0297), Henrique José (8868-3380) e Nelson Marques (9406-8177)


Direção de Produção

Keila Sena (8886-0297) – sena.keila@gmail.com / producaogoiamum@gmail.com


Coordenação da Mostra Curta Goiamum

Pedro Fiuza (8805-4666)

www.goiamumaudiovisual.org.br


Nelson Marques
NUDICT – Núcleo de Comunicação em Cultura, Ciência e Tecnologia, Museu Câmara Cascudo/UFRN
Diretoria de Memória, Conselho Nacional de Cineclubes Brasileiros
Cineclube Natal, Natal, RN
Festival Goiamum Audiovisual, Natal, RN
skype: nelson.marques.natal

Obrigado por acessar o Nação Cineclube. Entraremos em contato.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s