Carta da Petrini Filmes, assinada por Raffaele Petrini, sobre o caso A Serbian Film

Amigos,

Muitos de vocês estão acompanhando o escândalo gerado pela proibição do filme “A Serbian Film – Terror Sem Limites”. A fim de divulgar informações claras e reais, estou encaminhando esse email junto aos documentos que mantém a censura da obra.

A SERBIAN FILM foi exibido regularmente em dois festivais, Fantaspoa em Porto Alegre e no Festival Lume de Cinema em São Luís. Não houveram sequer reclamações, protestos ou manifestações antes, durante ou após as sessões.

A SERBIAN FILM estava negociado e programado no RioFan hà mais de um mês. A estréia cinematográfica brasileira do filme foi anunciada em abril.

Uma semana atrás, dia 18 de julho, foi publicada uma matéria num importante jornal, onde dizia claramente que um “Filme com pedofilia” estava programado em um Festival no Rio. Imediatamente, a Caixa Econômica Federal, patrocinadora e anfitriã do evento vetou a exibição do filme, tirando-o da competição e do festival.

Porém, a Petrini Filmes marcou uma pre-estreia especial de A SERBIAN FILM no Cine Odeon do Rio de Janeiro para sábado, dia 23 de julho.

Na sexta-feira, dia 22 de julho, no Cine Odeon apresentaram-se um oficial de justiça com um advogado acionado pelo partido político DEM, com uma liminar assinada pela juíza Jatahy Nygaard, da 1ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso do Rio de Janeiro. A liminar em questão PROIBIU a exibição e a venda de ingressos de A SERBIAN FILM, sob multa de R$ 100.000,00 diária em caso de descumprimento. A liminar afirmava que o filme é uma apologia e exaltação a pedofilia, coisa que qualquer pessoa que realmente VIU o filme reconhece claramente que não é. O filme é um claro ato político contra as barbaridades do mundo de hoje. Um filme sobre os medos de todos nós que se materializam em uma família que vê o pai descendo no fundo do poço, com horriveis consequências. Em poucas palavras: é um filme feito para chocar, com conteúdo político, sim, mas fundamentalmente é um produto de entretenimento, uma obra de ficção com posição CLARA contra a pedofilia e contra outras barbaridades.

Para quem viu o filme, também, fica bem claro que NENHUMA CRIANÇA foi ABUSADA ou MALTRATADA DURANTE AS FILMAGENS. O Estatuto da Criança e do Adolescente afirma que é crime exibir filmes que contém cenas de sexo REAIS e SIMULADAS com crianças. Não é o caso de A SERBIAN FILM. A cena do “recém-nato” sugere um ato sexual entre um adulto e um bebê. Na realidade o bebê é um robô, e isso é fica claro. Não hà closes pornográficos, a cena é vista com o adulto dando as costas para a camera e os movimentos sugerem um ato sexual. Quanto a outra cena (onde boa parte dos jornais fizeram spoiler, inclusive) é também sugerido um ato sexual com um menino de 5 anos, dessa vez substituido por um manequim. Hà um jogo de montagem, onde é mostrado um close no rosto de um menino dormindo, que sugere que o personagem está tendo relações sexuais com o menor. Nessa cena o menino nem interage com o adulto, eles nunca dividem o mesmo plano. A ação reclama também de cenas de “violência a granel” presentes em A SERBIAN FILM.

O que espanta é o fato que nem os acusadores do DEM, nem o advogado, nem a juíza viram a obra e muito menos pediram uma cópia do filme antes de entrar com a ação.

Argumentei com o oficial de justiça, tentei propor ao advogado uma cabine para seus clientes, mas eles não estavam interessados. O que eles queriam era sequestrar a cópia em 35mm do filme, a fim de ser analisada. Eles não aceitaram nem a cópia do filme em DVD. Na ação fica claro que se pede o recolhimento de uma cópia do filme para ser vista, mas não faz menção ao formato. Eles poderiam ter aceitado o DVD legendado ao invés de levar uma cópia em 35mm SEM LEGENDAS e em lingua SÉRVIA!

Não foi esclarecido COMO os orgãos competentes irão analisar a cópia em película, que duvido estar bem conservada.

Os agravantes Petrini Filmes e eu, Raffaele Petrini, entramos com um agravo de instrumento para poder autorizar as exibições e recuperar a cópia em 35mm. Anexo neste email a decisão da Desembargadora que mostra claramente os intentos censórios sobre A SERBIAN FILM.

Na decisão é muito claro o ponto de vista dela: mesmo que o filme não contenha cenas de abuso real a fins eróticos, não se pode permitir que cenas de extrema violência sejam levadas ao grande público. Se isso não é censura, de que estamos falando então?

Nessa afirmação se enquadram obras como Laranja Mecânica, Pulp Fiction e Psicose, filmes que todos os amantes de cinema cultuam.

Anexo a este documento uma carta da agente de vendas do filme, que foi elaborada dois meses atrás para defender o filme na Espanha.

A produção do filme enviou ontem via FEDEX um DVD com o making of das cenas questionadas pelo DEM, que será divulgado a todos vocês.

Para qualquer tipo de informação estou disponivel. Quem quiser, pode divulgar aos demais colegas de trabalho e amigos.

A SERBIAN FILM – TERROR SEM LIMITES tem estreia programada para o dia 26 de agosto. O filme continua proibido no Rio de Janeiro.

Obrigado pela atenção.

Raffaele Petrini
Diretor Executivo

Petrini Filmes
(98) 81160446
(98) 32336705

Obrigado por acessar o Nação Cineclube. Entraremos em contato.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s